Pular para o conteúdo principal

Prazeres confirmados

" Ao contrário da garota aventureira que se empolga com tudo e tem tempo de sobra para construir seu repertório, você não tem mais tanta vida pela frente para desperdiçar com o que não te excita, não surpreende, na te deixa entusiasmado de verdade. Se é para ser meia-boca, mais vale deixar para lá e dedicar-se a seus prazeres confirmados." ( Martha Medeiros)




E  viva ao prazeres confirmados, essa é a real beleza de não se ter mais 20 anos , não!? Ou não...

Não posso dizer que nos tornamos menos pacientes, seria uma inverdade, quantas vezes acionamos o botão dispersão em uma conversa e balançamos devidamente a cabeça em sinal de sim para não perder a amizade! Haja paciência! E... Cinismo mesmo que para um bem maior!

Não posso dizer que somos mais seletivos, na verdade já temos o nosso próprio menu e definimos que se algo não o contempla, deve ser muito bom para ser adicionado é preciso valer a pena! E falta coragem para arriscar uma nova modalidade...

Somos menos imaturos!? Depende... Acho que seremos eternamente imaturos tudo depende do que nos é apresentado, nossas reações são menos instantâneas porque já sabemos que teremos que lidar com as conseqüências! Nos tornamos reticentes!

A idade nos faz vagos!

Mas somos crianças internamente, não? Sempre seremos... Choramos rios de lágrimas por dentro e rolamos em gargalhada internas! Queremos um abraço forte ou um empurrão...

Somos crianças quando nos deparamos com um problema sem solução... Com a construção ou desconstrução de uma amizade ou relacionamento.  Com mudanças... E mais fácil, seguro mantermos os pés enterrados no mesmo chão, o conhecido! Nos atemos a nossos prazeres confirmados muitas vezes apenas por auto-proteção, medo do que poderia ser? Sempre o mesmo vinho, a mesma cerveja, o mesmo restaurante, o mesmo hotel, as mesmas músicas...  Parece  meio que o transtorno compulsivo obsessivo  da idade, manter constância... Apenas porque não temos coragem de nos arriscar! Mudar a ótica... Agregar novas modalidades a vida!

A gente só esquece de um pequeno detalhe... A vida não tem reprise! A gente não volta no tempo! Não são possíveis realidades paralelas, não dá para fazer de novo a mesma coisa mas diferente, não é possível corrigir a vida como se corrige um projeto... Não é!?

Então eu adoro meus prazeres confirmados... 
Mas eu amo muito mais a vida...
Então querida, me surpreenda... Adoro surpresas!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"E se não houver outra vida? Essa tu viveu?"

Esses dias li uma frase, daquelas que aparecem nos feeds de notícia, talvez para nos encontrar em dias distantes. 
Dizia ela:
" E se não houver outra vida?  Essa tu viveu?"
Eu vivi sim... 
Vivi cada segundo com uma intensidade tamanha, vivi cada momento como se fosse único, vivi como se não houvesse amanhã e como se houvesse também! Vivi com uma força extraordinária que por onde passei deixei um pequeno rastro, uma doce lembrança... Vivi para não ser esquecida, para ser guardada e emoldurada dentro de corações! 
Por que!?
Talvez pela doçura do meu modo de ser... Talvez por palavras sábias... Talvez pela coragem que transborda da minha alma... Talvez pela minha sede de viver... Talvez pela minha persistência... Talvez pelo carinho e afeto que transmito a quem eu gosto... Talvez pelas verdades que escorregam da minha boca, sou aquela que diz o que ninguém tem coragem de dizer... Talvez pela minha lealdade... Talvez pela minha sinceridade... Talvez pelo meu bom humor diante de problem…

Felicidade não se expõe

Quem me segue por aqui e me lê por aqui, não acessa um outro lado meu! Acredito que tenham percebido que preso por não divulgar nomes, nem locais, nem pessoas... Na verdade, falo de pensamentos, de acontecimentos, de mim, de alguéns... Qualquer "alguém"! Não interessa "quem"? Alguém que existiu ou existe...
Mas em algumas outras redes sociais exponho um pouco mais da minha vida... Atualmente para pouquíssimas pessoas! Aliás, muito mais da minha vida! E a minha vida é extremamente "cheia" de tudo... 
Pequenos momentos, instantes felizes, em meio, as vezes, a dias  muito atribulados! Mas tão bom ver um raio de sol entre as nuvens, uma joaninha perdida entre folhas! E acabo por administrar assim os meus dias, encontro felicidade em segundos!
E toda a experiência boa acaba por tomar conta do resto! Pense numa lembrança de saudade, a gente não lembra do difícil, da perda, da exaustão para alcançar algo, a gente lembra do que nos fez sorrir! E eu sorrio muito... 
Ma…

Buracos Negros

Hawhing fala sobre os buracos negros, já lhes falei que adoro ele? Agnósico como eu! Pois bem... 

“A existência de histórias alternativas com buracos negros sugere que isso é uma possibilidade. O buraco teria que ser grande e, se estivesse em rotação, poderia ser uma porta para um Universo diferente. Mas você não conseguiria mais voltar para o nosso”
Quase morrer é um buraco negro, não que você tenha escolhido se jogar por vontade própria nele... Simplesmente aconteceu e esse evento muda toda a forma como você vê o mundo, como você se relaciona com o mundo...
Ao se jogar em um buraco negro, você sai soberbo, vitorioso... Você o venceu, mas também sai insignificante, pois dá-se conta que você era uma pião de xadrez no universo de alguém! Quem te garante que você é a rainha ou o rei!???
Quando você renasce,  a bondade exala da sua alma e você crê que tudo mudou, que você será capaz de mostrar ao universo que viver é uma dádiva e isso basta... Que nada ao fim faz sentido, a não ser o amor qu…